Projeto contabiliza 630 ataques à imprensa na AL no primeiro semestre

Projeto contabiliza 630 ataques à imprensa na AL no primeiro semestre

O projeto Voces del Sur, composto por Abraji e outras dez entidades defensoras do jornalismo, lançou o dossiê 182 dias de contrastes: a situação da imprensa na América Latina, que contabilizou 630 ataques a jornalistas na região entre janeiro e junho.

A pesquisa, que leva em conta dados de 11 países latino-americanos, incluindo o Brasil, indicou que 708 profissionais e veículos de imprensa foram alvos de agressões. Segundo a Abraji, dos 630 ataques, 167 ocorreram no Brasil. Os ataques mais frequentes são agressões físicas, seguidas de discursos estigmatizantes feitos apenas por políticos e agentes públicos.

O documento destaca a emergência de uma nova agenda comum entre os meios de comunicação latino-americanos, além dos perigos da desinformação, vista como uma ameaça à democracia.

Juliana Fonteles, assessora jurídica da Abraji, declarou que “na América Latina, houve endurecimento das represálias estatais contra a imprensa e imposição de embaraços à disseminação de informação sobre o quadro epidemiológico. Além disso, as tentativas de contenção de desinformação que já estavam sendo discutidas, como o PL das fake news, tiveram maior espaço nesse período, contribuindo para comprometer o livre exercício do jornalismo”.

Confira a pesquisa na íntegra.



Fonte: Portal dos Jornalistas

Deixe uma resposta