Polícia investiga pichações pregando a morte de jornalistas em MG

Polícia investiga pichações pregando a morte de jornalistas em MG

O Sindicato dos Jornalistas de Minas Gerais (SJPMG) e a Casa do Jornalista pediram à Polícia Civil a abertura de um inquérito para investigar e identificar a autoria de pichações em um tapume do Hospital das Clínicas, em Belo Horizonte (MG), pregando a morte de jornalistas. Uma das frases escritas era “colabore com a limpeza do Brasil matando um jornalista todo dia”.

O delegado Wagner Salles, chefe do Primeiro Departamento de Polícia Civil de Belo Horizonte, declarou que todos os esforços estão serão empreendidos para identificar o responsável pelas pichações, que, segundo ele, atingem a toda uma classe de trabalhadores e “também a democracia”.

Em nota, o Sindicato escreveu que “a escalada da violência contra jornalistas tem tomado uma proporção assustadora desde que os governos estaduais e municipais determinaram medidas de confinamento. Desde que foi decretado o confinamento na capital mineira, esse é o quarto caso de tentativa de intimidação do trabalho dos jornalistas. Repórteres de diversos órgãos de comunicação têm sido vítimas de tentativas de intimidação e ameaças durante a cobertura da pandemia. Todos os casos serão levados ao conhecimento das autoridades para que as agressões sejam coibidas. Basta de violência contra jornalistas”.

Com informações de Fenaj/SJPMG.



Fonte: Portal dos Jornalistas

Deixe uma resposta