Pesquisa indica que 61% dos brasileiros acham notícias da imprensa “mais ou menos confiáveis”

Pesquisa indica que 61% dos brasileiros acham notícias da imprensa “mais ou menos confiáveis”

Jornais impressos expostos na banca da rodoviária. 23-01-209. Foto: Sérgio Lima/PODER 360

O PoderData, divisão de estudos estatísticos do Poder360, divulgou uma pesquisa sobre credibilidade e características em geral da imprensa brasileira. Os números indicam que 61% dos entrevistados têm certa desconfiança das notícias veiculadas pelas empresas jornalísticas, classificando-as como “mais ou menos confiáveis”.

Vale destacar que esse número aumentou seis pontos percentuais desde a última pesquisa sobre o assunto, em agosto passado, na qual 55% achavam o trabalho jornalístico “mais ou menos confiável”. Apenas 16% disseram que as notícias publicadas pela imprensa são “muito confiáveis”, número que fica próximo aos 17% que as classificam como “pouco confiáveis”.

O PoderData identificou que participantes apoiadores do governo Bolsonaro duvidam mais da imprensa. Cerca de 34% daqueles que avaliam o presidente como “ótimo” ou “bom” classificam a imprensa como “pouco” ou “nem um pouco confiável”. Entretanto, 85% das pessoas que enxergam o governo Bolsonaro como “ruim” ou “péssimo” consideram a mídia como “mais ou menos” ou “muito confiável“.

Outro dado relevante da pesquisa é que 41% dos entrevistados usam veículos jornalísticos na internet como principal fonte de informação. TV e rádio são usados por 27%, redes sociais foram escolhidas por 16% e jornais impressos e revistas, por apenas 13%.

A pesquisa levou em conta respostas de 2.500 pessoas em 503 municípios. Confira mais detalhes do levantamento.



Fonte: Portal dos Jornalistas

Deixe uma resposta