O coronavírus e os veículos de comunicação − XIII

O coronavírus e os veículos de comunicação − XIII

Aos Fatos lança vídeos semanais verificados

Com o apoio da Google News Initiative, Aos Fatos lançou em 1º/6 o Boletim Aos Fatos, uma série de vídeos semanais com informações verificadas e análises sobre desinformação para serem exibidos em reportagens, plataformas sociais e aplicativos de mensagens.

O primeiro vídeo desta série focada em desinformação em tempos de pandemia desmente boatos de que substâncias presentes nas folhas de boldo seriam eficientes no combate à Covid-19. Isso é falso. Conforme Aos Fatos mostrou em duas oportunidades, o Ministério da Saúde e a Organização Mundial da Saúde afirmam que nenhuma das substâncias presentes no boldo provou-se eficaz no tratamento da doença.

Ao longo dos próximos três meses, a plataforma publicará semanalmente vídeos com esclarecimentos sobre os mais populares boatos relacionados ao novo coronavírus, além de breves análises sobre campanhas de desinformação e infodemia. Para ver toda a produção de vídeos do Aos Fatos nesse período, basta acessar semanalmente seu canal no YouTube aqui.

Na comunicação corporativa

Mega Brasil produz websérie internacional sobre coronavírus

Estreia nesta sexta-feira (5/6) a websérie JCC Entrevista – A Pandemia e a Comunicação, produzida pela Mega Brasil sobre o coronavírus. Dividida inicialmente em quatro episódios, vai reunir semanalmente quatro jornalistas baseados em países da Europa e América para comentar os diversos aspectos que envolveram (e ainda envolvem) o papel da Comunicação no combate à Covid-19. Comandada por Marco Antonio Rossi, diretor da Mega Brasil, a webserie tem como convidados Rosana Dias (Toronto/Canadá), Maria Luiza Abbott (Reino Unido/Londres), Sandro Rego (Braga/Portugal) e José Gabriel Andrade (Lisboa /Portugal).

“Com o advento do coronavírus, nos demos conta da importância da comunicação no processo de informar a sociedade sobre os caminhos trilhados pela pandemia e as estratégias para enfrentá-la de forma eficaz”, diz Rossi. “Por outro lado, também há muito de desinformação, passada de forma intencional ou não, que impacta no comportamento social e nos resultados das políticas públicas criadas para o enfrentamento da doença”. De acordo com ele, embora a Covid-19 tenha atingido praticamente todo o planeta, a sua extensão, efeitos e grau de complexidade variou de país a país, de continente a continente e, nesse contexto, os meios e processos de comunicação exerceram papel fundamental no sucesso ou fracasso do enfrentamento à doença.

websérie será veiculada na Rádio Mega Brasil Online, sempre às sextas-feiras, às 18h, com reapresentações aos sábados, às 14h, e aos domingos, às 10 horas. O programa também ficará disponível no canal da Mega Brasil Comunicação no YouTube. (Veja+)

E mais…

A FleishmanHillard promove nesta quinta-feira (4/6), às 15h30, o webinar Reputação das marcas no contexto Covid-19, com a participação de Alessandra Tucci, gerente-geral de Comunicação Corporativa da Votorantim S.A., Priscilla Ferreira Naglieri, gerente de Comunicação Corporativa do Mercado Livre, e Roberta Catani, head de Comunicação e Public Affairs da Johnson & Johnson Consumer Health para América Latina. Patrícia Marins, diretora-geral da Fleishman, fará a mediação. No canal YouTube da FleishmanHillard. Inscreva-se!

Na próxima segunda-feira (8/6), às 18h, a FSB realiza o webinar O que vem de Oxford: o desafio da vacina para a Covid-19. Nele, três importantes pesquisadores brasileiros – os doutores Eneida Parizotto-Lee e Wen Hwa Lee, de Oxford, e Margareth Dalcolmo, da Fiocruz – falarão sobre as reais perspectivas de desenvolvimento de uma vacina, onde estão as pesquisas mais promissoras e como ficará o Brasil quando houver uma vacina aprovada. Inscreva-se!

A Abracom e a LexisNexis | Nexis Solutions, empresa de monitoramento de mídias, promovem na próxima terça-feira (9/6), às 10h, em live pelo Google Meet, conversa sobre o tema Como a mídia global está tratando a Covid-19. O evento, gratuito, terá apresentação de Carlos Henrique Carvalho, presidente-executivo da Abracom, e de Juliana Coneglian, coordenadora de marketing da Nexis Solutions, que vão dialogar com Juliano Nóbrega, CEO da CDN, Carina Almeida, CEO da Textual, Marcio Cavalieri, coCEO da RPMA, e Beth Garcia, sócia-diretora da Approach. Eles vão analisar o tratamento dado pela mídia ao tema da Covid-19, abordando assuntos como a importância do jornalismo tradicional no combate às fake news e o papel das agências e de seus clientes na difusão de informações seguras para a população. Inscrições pelo [email protected] Vagas limitadas.

A agência Ink vem preparando semanalmente para clientes, parceiros e mercados papers sobre a comunicação em tempos de pandemia. Comunicação Interna, PR, Social Media e Conteúdo Digital foram os primeiros temas abordados, sempre trazendo a visão da agência por meio de dicas e orientações.

“Esta crise trouxe grandes mudanças e incertezas nos negócios. Em momentos assim, contar com uma rede de apoio de pessoas e empresas pode ser essencial para enfrentar os desafios diários que estamos vivendo”, explica Raul Fagundes Neto, diretor geral da Ink.

Os papers estão disponíveis no site da agência, neste link.

Após lançar ranking para monitorar o nível de publicidade sobre os gastos de estados e municípios no enfrentamento da pandemia, Bruno Brandão, diretor-executivo da Transparência Internacional no Brasil, falou à CDI sobre como a sociedade e as empresas ganham ao acompanhar de perto as compras emergenciais dos governos no combate à Covid-19. Confira na edição nº 3 do boletim CDI Trends.

A agência de comunicação Marco lançou em 1º/6 um novo estudo sobre mudanças nos hábitos de consumo no contexto da pandemia. O levantamento foi feito com 4.500 pessoas em Brasil, Espanha, Itália, Portugal, México e Colômbia. No Brasil, os principais dados são

• 65% dos brasileiros fizeram mais compras online durante o distanciamento social;
• 54% dos brasileiros continuarão fazendo mais compras online depois do isolamento;
• 81% dos brasileiros mudaram seus hábitos de consumo durante a quarentena;
• a televisão é o canal de informação preferido por 75% dos brasileiros durante o isolamento social;
• os canais preferidos seguintes são imprensa online (58%), Facebook (38%) e WhatsApp (34%);
• quase metade dos brasileiros (47%) acredita que há censura ou controle da mídia e das redes sociais desde o início da crise.

Confira este vídeo, que resume as principais conclusões do estudo.

Internacional

Comportamento do consumidor após a Covid-19

A Fleishman Hillard apresentou na semana passada uma pesquisa sobre o comportamento do consumidor após a pandemia da Covid-19.

Como será o novo comportamento de consumo considerado normal? Quais os impactos da pandemia do coronavírus nas percepções e valores da sociedade? São algumas das questões presentes no estudo Covid-19 Mindset: Como os tempos de pandemia estão moldando os consumidores globais, realizado pela True Global Intelligence – área de pesquisa da agência – em seis países: Estados Unidos, China, Alemanha, Itália, Coreia do Sul e Reino Unido.

Para ter uma resposta sobre o comportamento dos brasileiros sobre os mesmos temas avaliados, a FleishmanHillard Brasil fez parceria com a Cortex Intelligence, empresa de ciência de dados, que desenvolveu uma análise comparativa dessas atitudes.

“Um ponto muito importante neste estudo é que não existe mais uma volta ao estágio que antes considerávamos como o normal, comum entre as sociedades”, afirma Natasha Kennedy, diretora geral da True Global Intelligence. “Com um entendimento claro de como a crise mudou nossas expectativas e crenças, as organizações podem tomar decisões e se comunicar de forma relevante e significativa entre funcionários, clientes e comunidades”.

O vírus versus nós

Crédito: Angel Boligán Corbo

Estamos reproduzindo charges sobre a Covid-19 publicadas na exposição O vírus versus nós, em cartaz no site da Associação dos Cartunistas do Brasil.

A desta semana é de Angel Boligán Corbo, cubano que vive no México, onde é cartunista editorial do jornal El Universal.



Fonte: Portal dos Jornalistas

Deixe uma resposta