Fenaj propõe taxação das plataformas digitais e criação de fundo de fomento ao jornalismo

Fenaj propõe taxação das plataformas digitais e criação de fundo de fomento ao jornalismo

A Fenaj realizou nessa terça-feira (6/10) um evento virtual de lançamento do manifesto Pela taxação das grandes plataformas digitais, pelo fortalecimento do jornalismo e pela valorização dos jornalistas. Segundo a entidade, trata-se de uma medida concreta de valorização do jornalismo como atividade essencial à democracia e da categoria dos jornalistas, responsável pela produção de notícias. A live foi transmitida ao vivo pelo Facebook, com a participação de Younes Mjahed, presidente da Federação Internacional dos Jornalistas (FIJ); Zuliana Lainez, presidente da Federación de Periodistas de América Latina y el Caribe (Fepalc); Maria José Braga, presidente da Fenaj; e de Dão Real, 1º vice-presidente do Instituto Justiça Fiscal, além de representantes de Sindicatos de Jornalistas. A mediação do evento foi feita por Beth Costa, secretária-geral da Fenaj.

A proposta da entidade surge a partir da Plataforma Mundial por um Jornalismo de Qualidade, idealizada pela FIJ e encampada por suas 140 entidades sindicais nacionais filiadas. O entendimento das entidades representativas da categoria em todo mundo é de que as sociedades democráticas precisam debater e implementar medidas para garantir o financiamento da produção jornalística. A taxação das grandes plataformas para compor um Fundo de Apoio e Fomento ao Jornalismo e aos Jornalistas é, na avaliação delas, uma alternativa viável.

A Fenaj embasa sua proposta em dados e análises sobre poder e a influência das grandes plataformas digitais, especialmente no domínio do fluxo da informação e na utilização da produção jornalística para obtenção de receita, sem qualquer contrapartida para quem a produz (empresas e jornalistas). Também leva em conta o fato de as grandes plataformas praticamente não pagarem impostos nos diversos países do mundo. Para a entidade, é urgente a adoção de medidas, no âmbito político, que possam proteger os meios de produção e de suporte ao Jornalismo. Saiba mais.



Fonte: Portal dos Jornalistas

Deixe uma resposta