Bolsonaro atacou a imprensa 245 vezes em seis meses, diz Fenaj

Bolsonaro atacou a imprensa 245 vezes em seis meses, diz Fenaj

A Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) divulgou nesta quinta-feira (2/7) os resultados de um monitoramento dos ataques à imprensa por parte do presidente Jair Bolsonaro nos primeiros seis meses do ano. Ao todo, foram registrados 245 ataques de janeiro a junho de 2020, divididos em: descredibilização da imprensa (211), ataques pessoais a jornalistas (32) e ataques à Fenaj (2).

O levantamento indicou que Bolsonaro fez ao menos dez ataques por semana ao jornalismo brasileiro no primeiro semestre. Integram a pesquisa todas as declarações públicas do presidente em suas redes sociais, lives, entrevistas em frente ao Palácio da Alvorada e transcrições de discursos e entrevistas disponibilizadas no portal do Planalto.

Segundo a Fenaj, os dados evidenciam que a postura de Bolsonaro transforma a imprensa em “inimiga”, por meio de uma “narrativa de ataques com o objetivo de promover a descredibilização do trabalho jornalístico e da credibilidade da produção de notícias. Algumas vezes o presidente coloca a imprensa e os jornalistas como ’inimigos do País’, por causa de coberturas que o desagradam”.

A Fenaj preparou um retrospecto dos ataques feitos por Bolsonaro contra a imprensa. Confira!



Fonte: Portal dos Jornalistas

Deixe uma resposta