Apoiadores de Bolsonaro agridem repórteres em manifestações pró-intervenção militar

Apoiadores de Bolsonaro agridem repórteres em manifestações pró-intervenção militar

Repórteres de diversos veículos jornalísticos foram agredidos em manifestações pró-Bolsonaro e pró-intervenção militar, realizadas no domingo (19/4) em diferentes pontos do País. Segundo levantamento da Abraji, os manifestantes, que também pediram a volta do AI-5, hostilizaram profissionais de imprensa em Brasília, São Paulo e Porto Alegre.

Em São Paulo, faixas e cartazes associavam o logo da CNN
Brasil ao comunismo, e continham dizeres como “Globo lixo”. Em vídeo divulgado
nas redes sociais, é possível ouvir um manifestante pedindo a derrubada de um
dos helicópteros da Globo, que sobrevoava a região. Vale lembrar que nas
últimas semanas profissionais da emissora vêm tendo dificuldades para realizar
seu trabalho, com invasão de apoiadores de Bolsonaro na frente das câmeras,
xingamentos, entre outros.

Em Brasília, um caso desses ocorreu com o repórter Rudá
Moreira
, da CNN Brasil, que estava prestes a entrar ao vivo, quando um dos
manifestantes interrompeu a transmissão e gritou “Globo lixo”. A equipe seguiu
sendo hostilizada e precisou deixar a manifestação. Reportagem do SBT mostrou
que Moreira chegou a levar um tapa antes de entrar no carro.

Em Porto Alegre, Fábio Schaffner e Jefferson
Botega
,da Gaúcha ZH registraram agressões por apoiadores de
Bolsonaro a um grupo de pessoas contrárias à manifestação. Um dos manifestantes
também tentou dar um tapa em Botega, que se esquivou a tempo. (Veja
+
)



Fonte: Portal dos Jornalistas

Deixe uma resposta