Abril convoca Paulo Zocchi a retornar ao trabalho antes do prazo combinado

Abril convoca Paulo Zocchi a retornar ao trabalho antes do prazo combinado

A Editora Abril avisou Paulo Zocchi que vai antecipar em dez meses o fim de sua liberação sindical, convocando-o a retornar à empresa a partir de 30 de outubro. Ele tem vínculo com a Abril, mas desempenha as funções de presidente do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo (SJSP) e de vice-presidente da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj).

Em assembleia realizada em 15/10, mais de 40 profissionais de imprensa decidiram, por unanimidade, fazer uma campanha de denúncia contra a Editora Abril. O ato mobilizará diversos sindicatos de diferentes categorias, com publicações nas redes sociais e cartas direcionadas à empresa, explicando a necessidade de manter a liberação do presidente do sindicato até o prazo combinado.

Segundo o SJSP, “a atitude da empresa ataca o exercício do mandato sindical, pois a jornada normal de trabalho impede o desempenho pleno das atividades ligadas à Presidência da entidade. (…) A Abril está rompendo uma prática acordada desde os anos 1960 entre empresas de comunicação e o Sindicato dos Jornalistas, quando todos os presidentes do Sindicato começaram a ser liberados pelas empresas durante o mandato, mantendo os salários e os direitos recebidos no emprego”.

Nesta segunda-feira (19/10), haverá uma reunião para discutir estratégias e diretrizes da campanha de denúncia contra a Abril. É possível inscrever-se previamente por meio deste link.



Fonte: Portal dos Jornalistas

Deixe uma resposta