Brasil Hallyu Expo 2017 reúne 4 vezes mais visitantes que o esperado

0
69

Uma longa fila de fãs de K-pop e amantes da cultura coreana se estendia nos arredores do WTC Events Center, onde acontecia o Brasil Hallyu Expo 2017. A multidão já apontava o tamanho do sucesso do evento, realizado pelo Centro Cultural Coreano no Brasil juntamente com a KOCCA Brazil (Korea Creative Content Agency), nos dias 19 e 20 de novembro. De acordo com os organizadores, 4 mil pessoas lotaram o local – 4 vezes mais que o número esperado. 

Para abrir os trabalhos, um grande desfile de hanbok, vestimenta típica coreana, encheu os olhos do público com suas cores, tecidos e dimensões. O traje, antes usado no dia a dia, hoje é vestido em ocasiões especiais, ganhando ornamentos e designs diferenciados de acordo com cada comemoração. Assim, o público conferiu o Gwanrye-bok, confeccionado para celebrar a vida adulta, o Pyebaek-bok, feito para a cerimônia tradicional de casamento, o Dol-bok, trajado por crianças para comemorar o primeiro aniversário, entre outros. 

“Senti que houve muito interesse na apresentação do hanbok e que as pessoas querem e gostam de conhecer novas culturas. O K-pop tem uma força muito grande, mas outros elementos também têm um grande potencial para crescer”, avalia Youngsang Kwon, diretor do Centro Cultural Coreano no Brasil. 

O evento também contou com a exposição de artefatos considerados Patrimônio Cultural Imaterial – como instrumentos musicais, sapatos, arco e flecha –; de Hangul, a caligrafia coreana com a qual os nomes de vários visitantes foram escritos; e de artesanato; além de K-beauty (produtos de beleza); um estande apresentando Pyeongchang (sede da próxima edição das olimpíadas de inverno) e muito mais. 

Além de ver, os visitantes também puderam vivenciar um pouco dessa tradição através da gastronomia e dos workshops. A professora Maise Andrade, 38, e o arquiteto Erich Shigue, 28, após passearem pela mostra, aprenderam a fazer o gyubang, artesanato tradicional coreano, e provaram pela primeira vez a culinária do país. “Achamos bastante enriquecedora toda essa experiência e essa programação cultural”, afirmaram. 

Atrações da Coreia – Uma das grandes atrações do evento foi inegavelmente a apresentação do grupo de K-pop Blanc7. Em sua segunda visita ao Brasil, os 7 rapazes arrancaram gritos e suspiros da plateia, atraindo fãs inclusive de outros estados, como a fisioterapeuta Heloisa Mariano, 32, que veio do Rio de Janeiro só para vê-los. “É amor. Eu acordo Blanc7, vou dormir Blanc7”, justificou a fã. 

Outra apresentação vinda da Coreia do Sul que também se destacou foi o espetáculo do grupo Chef. O musical, que já se apresentou em diversos países, traz uma competição bem-humorada entre chefes de cozinha. Com um tom inovador, além de cantar e dançar, eles usam o beatbox e b-boying e ainda, interagem com o público levantando gargalhadas da plateia.